Um amor chamado French Toast

Era uma manhã fria de inverno em NY, quando conheci a French toast, e foi amor a primeira mordida e sei que será eterno- rs. Eu nunca havia comido nem ouvido falar, mas viciei tanto que comecei a pesquisar sobre, e a grande maioria esmagadora de sites e blogs que falam sobre essa deliciosa torrada são americanos, então para economizar o google tradutor para quem, como eu, não é fluente no inglês vamos hj falar sobre essa delícia aqui e em PORTUGUÊS 😀Banco de imagem Stock

Banco de imagem Stock – French toast

Pra começar vou te dizer que o french toast é primo bem próximo da rabanada, e seu modo de preparo lembra bastante. Em todos lugares do mundo é possível encontrar uma versão de reaproveitamento de pães (amanhecidos), já que o pão é conhecido como um alimento sagrado, aqui no Brasil por exemplo, temos a Rabanada – trazida pelos portugueses, o povo da Nova Zelândia prefere a “rabanada” servida com bananas, bacon e xarope de bordo, enquanto que os australianos servem uma versão salgada da torrada com queijo e molho de tomate, na Inglaterra eles têm Eggy bread, na França, o Pain Perdu, que os franceses consideram  uma sobremesa, e não uma comida para o café da manhã. E por fim  nos EUA teremos o French Toast.

 

Para preparar a French Toast,  primeiro ponha as fatias de pão em uma mistura de ovos batidos, leite, canela e baunilha. Então você frite o pão com mantiga em uma panela até dourar.

Algumas pessoas preferem cortar o pão na noite anterior e deixá-lo secar um pouco durante a noite para evitar que o pão absorva tanto ovo e fique encharcado.

Nos Estados Unidos, o costume que faz essa torrada se diferenciar dos outros tipos de “rabanadas” espalhados pelo mundo é a de servir  com manteiga, açúcar em pó polvilhado, e a estrela principal (pelo menos para mim) o Maple Syrup, também conhecido como xarope de bordo – um xarope extraído da seiva bruta de árvores do gênero Acer, produzidos nos EUA e Canadá. Mas há quem diga que as possibilidades são infinitas e que a torrada francesa pode ser coberto com praticamente qualquer coisa.

As coberturas mais populares incluem açúcar em pó, maple syrup, geléia, mel, manteiga de amendoim, chantilly, frutas, iogurte, sorvete e oleagenosas. E em sua versão salgada a rabanada pode ser coberta por bacon, queijo, molho e até ketchup! :O

É comum a variação da escolha dos pães para fazer esta torrada. Das que eu provei, o pão utilizado era bem semelhante ao nosso conhecido pão de forma.

Receita clássica e simples do French Toast estilo Nova Iorquino:

Ingredientes

1 xícara de chá de leite

3 ovos batidos

1/2 colher de chá de canela

10 gotas de essência de baunilha

4 colheres de sopa de manteiga sem sal

4 fatias de pão de um dia, pão de forma ou brioche

2 colheres de sopa de Maple Syrup (encontra-se em delicatessen e supermercados gourmets)

Açúcar de confeiteiro para polvilhar

 

Modo de preparo:

  1. Em uma tigela, misture o leite, ovos – já levemente batidos, a canela e a baunilha (se preferir essa etapa pode ser feita na noite anterior.
  2. Mergulhe o pão na mistura, rapidamente com cuidado para não encharcar.
  3. Em fogo médio-baixo, derreta a manteiga em uma panela ou frigideira antiaderente,  Colocando 2 fatias de pão de cada vez na panela e cozinhe até dourar, aproximadamente 2 a 3 minutos por lado.

img_0194img_0195

img_0197

 

 

 

 

4. Retire da panela e sirva imediatamente com xarope de bordo, se acrescentar chantilly e frutas fica ainda mais saboroso.

img_0443

 

hmmm 😛 Aproveite

Publicado por Thalita Bastos

Gastróloga, confeiteira, apaixonada pela alquimia culinária e afins. Amo compartilhar o que aprendo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: